O Empoderamento do Feminino

Esse é um movimento que precisa acontecer dentro, nas entranhas de cada mulher, precisa haver a consciencia do poder do amor que ela carrega e que ela tem para transformar sua propria vida.

Precisa haver a coragem de se olhar, de se cuidar, de se querer, de se dar prioridade, e de tocar nas proprias dores e feridas.

Nenhuma ferida pode ser curada por ti se não for verdadeiramente enxergada, tocada, e acolhida.

Tu mulher, que tens o potencial de gerar a vida, tens antes de tudo o potencial de gerar a vida em ti.

O proprio meio, como sistema constituido, ainda usa o patriarcado para comandar o mundo, simplesmente porque as mulheres ainda choram caladas, seu grito não é ouvido porque elas negam proprio som, a propria frequencia divina, o proprio poder. Elas negam a propria dor.

E, como as mulheres negam em si mesmas o sistema tambem as nega, diminuindo o seu valor, a sua capacidade, tirando o seu poder.

É verdade que muito ja foi transformado, e as mulheres ja participam mais das escolhas do que há 3 décadas, no entanto ainda há luta. 

A grande maioria das mulheres passou a produzir e participar de atividades lucrativas por necessidade, para subsistencia, não por que amam o que fazem e são respeitadas pelo que fazem. Em toda a Terra a mulher ainda é menos remunerada que o homem, menos valorizada e tem sua capacidade menos respeitada que o homem. Esse é o motivo pelo qual ela precisa ter um curriculum mais e mais expressivo, motivo pelo qual elas acabem estudando mais, numa luta para serem respeitadas.

Tambem não é dificil encontrar mulheres sofrendo assedio moral nos ambientes de trabalho, em atitudes que minam ainda mais seu poder e auto estima.

Estou enfatizando esses fatores (e são apenas alguns fatores da falta de empoderamento do feminino), porque eles que AINDA SÃO BASTANTE COMUNS. No entanto percebo que muitos não querem mais falar sobre o assunto, muitos negam essa discriminação, homens e mulheres negam. Mas existe, e precisa ser olhado, sentido, resolvido dentro de cada um. Não como uma luta social, mas como uma resolução da energia desequilibrada que ainda busca por equilibrio.

Não há necessidade de fazer uma luta por direitos, mas cada mulher precisa olhar de frente para si mesma, olhar dentro, e buscar retomar seu proprio poder, assumir o poder de si mesma, aceitar tudo o que verdadeiramente É, fazer o que seu coração deseja fazer, viver da forma que lhe nutre. Cuidar do seu campo energetico: cuidando das proprias emoções, curando as proprias negações, descobrindo seu proprio potencial criativo, e fazendo crescer crescer e crescer sua auto estima e auto realização.

Tu mulher, que aprendestes a entregar a tua energia para solucionar a vida do mundo ao teu redor, libera o mundo, e volta para ti, cuida de ti mesma, e teu lugar será respeitado e reconhecido, sem qualquer luta externa. 

Expresse algo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s