Os guardiões das crianças – o que é ser pai, mãe?

golfinho2

Vivemos um tempo maravilhoso, em que podemos finalmente praticar o amor.
Mas é preciso lembrar que amar não é controlar, proibir, sufocar.
As crianças que estão sob a nossa guarda não precisam que estejamos controlando as suas vidas.
Elas precisam dos guardiões para lhes dar suporte para que elas possam SER o que vieram para SER.
Nas suas descobertas diárias, as crianças só precisam que nós ensinemos à elas como é o mundo em que chegaram, qiuais as limitações que nós adultos ja criamos nesse mundo, quais as regras que os adultos usam. Mas apenas para que elas saibam que mundo é esse em que estão, para que possam se expressar sem que se sintam tolhidas.
As crianças precisam do nosso suporte para sustentar seu poder, e colocar em prática as qualidades que trouxeram para o mundo.
Precisam do nosso suporte para expressar quem verdadeiramente São e o que vieram fazer aqui.
É preciso compreender que cada criança é única e que deve ser tratada como única. Os guardiões precisam aguçar sua própria sensibilidade para perceber as individualidades de cada criança que está sob sua guarda, e cuidar para que
elas possam expressá-las.
Um ambiente que as obrigue a se comportar forçosamente e fazer coisas que contrariem sua essência é extremamente prejudicial à expressão do seu Ser. Leva-as ao esquecimento de quem são e ao desenvolvimento de comportamentos reativos que as enquadram num sistema de “robotização”, estresse e tensão contínua, que a maioria dos adultos já vive.
É preciso que o guardião tenha consciência disso, e trabalhe emocionalmente essa questão em si mesmo, para mudar esse padrão em relação as crianças que estão sob sua guarda.
Não há nada a ensinar às crianças sobre como viver e criar sua realidade. Elas SABEM. Ja vieram com sua própria informação. Seus guardiões tem a importante missão de sustentar ambientes para que elas simplesmente sejam o que vieram para Ser.
Para fazer isso, basta soltar o controle de querer que a criança seja de um determinado jeito, e aos invés de controlá-la, simplesmente testemunhar a sua jornada nesse mundo.
Soltar o controle é a base e o princípio de tudo.

Um comentário em “Os guardiões das crianças – o que é ser pai, mãe?

Expresse algo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s